Novidades

As lições de Fazenda Nova – Brejo da Madre de Deus

Todo ano com características próprias da Semana Santa, o teatro ao ar livre em Fazenda Nova localizado no município de Brejo da Madre de Deus-PE é uma atração a parte, com o drama da Paixão de Cristo. Impossível resistir ao espetáculo que ali se promove ano a ano sendo cada um melhor que o outro. Não dá para ficar sem assistir. É algo apaixonante, o ambiente é propicio e fascinante, a estrutura fenomenal, o povo muito acolhedor, os atores e respectivos envolvidos em cada ato são muito receptivos e sabem dá uma química que encanta a todos que vão ali.

Espetáculo à parte, naqueles dias o ambiente parece retroceder à aqueles dias memoráveis de quando o divino Salvador viveu nas terras palestinense, no meio do povo israelita sob dominação romana. É impressionante!

Cultura à parte, Fazenda Nova nos faz meditar e enxergar alguns desafios: politicamente é palco que movimenta as ações politicas de várias cidades ao seu redor, tais como Toritama, Caruaru e Santa Cruz e o próprio Brejo; religiosamente atrai sobre si a aventura da fé dos fieis e turistas que comovidos revive os sofrimentos de Jesus de modo intenso, diferentemente como se vivencia nos templos católicos da região; a teatralização não constitui atos litúrgicos como reza as normas da Igreja, mas influi sobre o modo como seus ouvintes e telespectadores vivenciam o momento; comercialmente é um produto de alta qualidade, rentável, bom para os pequenos comerciantes com variadas iguarias alimentícias própria da região, peças de roupas, porcelanas, couro, etc., sem contar que é grandissimamente bom e rentável em todos os sentidos para os grandes empresários de variado seguimentos (hotelaria, transportes…) e a poderosa Rede Globo que atualmente é a responsável pelo espetáculo, e que a cada ano abrilhanta o espetáculo com seus melhores atores e atrizes, como também figuras de importante relevância no cenário nacional. As multidões empolgadas a cada ano e atraídas pelo seu ator/atriz ídolo dá ao espetáculo em si e ao ambiente uma sensação de mega evento superado apenas por outros de maior relevância nacional em épocas distintas; também não fica atrás, a religião, ela é revestida de um ar todo próprio a cativar seus fieis e devotos, convidando os fieis para a prática das virtudes de uma religiosidade tradicional que, mormente é aquecida pela linguagem sacramental dando um especial jeito de sermos o maior e mais fervoroso país católico do mundo, e acrescente-se também, significativo número de evangélico.

Diante de tudo isso salta-nos aos olhos, bem a nossa frente, questionamento que abre um leque de desafios no sentido de viver um cristianismo autentico que nos põe em contato com os ditames da ética do bem comum, que nos convoca a testemunhar um Jesus real que incomoda a cidadania da fé cultural, e nos remete a valores e projeto de vida no qual se propôs o próprio Jesus, de modo a nos perguntar de forma axiomática: a que Jesus estamos seguindo, testemunhando, celebrando e anunciando?

É importante nos questionar assim, pois dependendo da resposta, nos depararemos com um Jesus bem diferente do que estamos acostumados a ver, e ele, pode se mostrar um Jesus mártir, um Jesus critico, um Jesus incomodado e incomodador, um Jesus que transcendentemente nos chama em seu seguimento para algo muito mais realista do que se esconde nos filmes, teatros e templos, muito mais realista do que o ídolo apresentado em NOVA JERUSALÉM.

1 Comment on As lições de Fazenda Nova – Brejo da Madre de Deus

  1. Rose // 01/03/2013 em 20:00 //

    Como toda moeda tem dois lados, devemos considerar que embora o capitalismo tire vantagens de todo produção cultural e com isso compromete a essência do que se pretende transmitir a priori, – no caso aqui a mensagem da cruz – o espetáclulo da paixão contribui para que inúmeras pessoas possam ter acesso a mensagem de amor que lhes foi deixada com a morte de cruz que sofreu Jesus. Ainda que de maneira limitada podemos compreender o quanto somos amados e envolvidos por sua graça e infinita misericordia.
    Já tive a oportunidade de assistir ao espetáculo e mesmo compreendendo as verdaderias razões que promovem seu acontecimento, não tive como não me emocionar.

Comentários não permitidos