Novidades

Só quando…

Só quando sentimos o perigo mais de perto…
Só quando tudo estiver afetado pela dor…
Pela angustia e o desespero…
É que começaremos a acordar para a realidade dos fatos: Você mãe Terra, não poderá nos sustentar por mais tempo…
Se continuarmos te agredindo.
Vinte séculos já se passaram e não abrimos nossos olhos,
Quantos do reino animal, do reino mineral, do reino vegetal e humano terão que desaparecer para podermos compreender?
Até quando estarás dilacerando teu coração em sinais visíveis e perdões sem que a resposta se faça por vir?
Fazemos parte da mesma vida…
Somos o mesmo organismo vivo, filhos do mesmo Criador e Pai.
Até quando, até quando, o coração humano continuará cego e à rebeldia?
Mas um dia haverá jeito!
Sempre tem! E nesse dia, seremos todos um!
Mais solidários, fraternos, conscientes…
E estaremos mais que nunca irmanados pela força da vida…
Pois só a vida detém a palavra final.

Sebastião Catequista – Dia da Terra

22/abril de 1990.

Deixe uma resposta